Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A coordenadora nacional da RBE, Dra Teresa Calçada, tem vindo a percorrer uma série de bibliotecas escolares e, ao mesmo tempo, tem-se  reunido com os professores bibliotecários e respectivos coordenadores interconcelhios. No dia 10, esteve em Vila do Conde e na Póvoa de Varzim onde visitou sete bibliotecas de todos os níveis de ensino, inteirando-se, junto dos professores bibliotecários e direcções, das condições objectivas de funcionamento das bibliotecas escolares. Identificou as linhas de actuação que correspondem a bons níveis de desempenho e apontou aspectos que têm que ser corrigidos para recentrar o papel da biblioteca escolar no séc. XXI e suas exigências. Dialogou, igualmente, com as respectivas autarquias pois as parcerias são fundamentais. No dia 11, conjuntamente com a Dra Manuela Silva, reuniu, na ES/3 de Águeda, com cerca de 100 professores bibliotecários da zona centro e, à tarde, na Biblioteca Municipal de Valongo, falou com idêntico número de professores bibliotecários de vários concelhos vizinhos. Sem alarmismos, abordou a questão das restrições orçamentais que vão obrigar a uma drástica redução dos apoios finaceiros e, inclusive, dos recursos humanos, preferindo relevar toda uma capitalização que foi feita nas bibliotecas e nos professores bibliotecários. Frisou que é esse capital acumulado que tem que ser agora convocado para, com plasticidade, economia de esforço, gestão equilibrada e partilhada e espírito de abertura face às mudanças, se responder às necessidades e carências dos alunos. Recusando a demagogia de chamar 'oportunidade' à crise, referiu que as bibliotecas têm que saber encontrar as estratégias mais adequadas e inovadoras para não regredirem, antes contribuírem, activamente, para formar leitores competentes em todos os suportes e todos os tipos de discurso. O diálogo que estabeleceu nestas duas reuniões foi bastante profícuo pois permitiu a partilha de problemas comuns, percursos feitos com singularidades próprias de contextos diferentes e, sobretudo, contribuiu para consolidar a ideia de que os professores bibliotecários devem pautar a sua actuação na convicção que estão a contribuir para melhorar o nível de conhecimentos dos alunos.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor