Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



cartaz (1).jpg

A primeira edição do concurso “Ser leitor é cool!” decorrerá em Campo Maior, no próximo dia 30 de abril, no Auditório do Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro e conta com a participação de 75 alunos.

 

O concurso tem como objetivos a promoção da leitura e o desenvolvimento da expressão e compreensão escrita e oral. Está organizado em 4 escalões: 3.º ano, 4.º ano, 5.º ano e 6.º ano. 

 

Este concurso é organizado pelos professores bibliotecários dos grupos interconcelhios da Rede de Bibliotecas Escolares dos concelhos de Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Estremoz, Gavião, Marvão, Monforte, Mora, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre e Sousel, com o apoio das CIBE, Ana Ferreira e Fátima Bonzinho.

 

Mais informações em: https://bibescolaresemfoco.wordpress.com/ser-leitor-e-cool/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

slogans.png

Regulamento | Concorre aqui |

 

O Museu Nacional da Imprensa (MNI) está a promover até 31 de maio um concurso de slogans sobre o AMOR, tendo como pano de fundo dados recentes sobre violência no namoro.

 

A iniciativa foi lançada durante a visita da Ministra da Cultura à exposição daquele museu, denominada Amor Impresso-350 anos das cartas de Mariana Alcoforado, e patente precisamente até ao final de maio.

 

Baseado no papel educativo do museu, o concurso tem os seguintes objetivos:  

Promover a reflexão sobre o tema Amor vs Violência (no namoro), estimular a capacidade criativa dos jovens, motivar os jovens para a participação cívica num tema que a todos diz respeito, congregar um conjunto de boas ideias para futuras campanhas de promoção do amor e das boas relações interpessoais e suscitar debates sobre o tema nos mais variados espaços educativos.

 

Os destinatários deste concurso são jovens portugueses até aos 25 anos.

 

Perante a grave situação que denunciam estatísticas recentes, apela-se a todos os educadores que promovam debates sobre o tema, numa ação cívica que a todos diz respeito.

 

Solicita-se a afixação do cartaz.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

net_via.PNG

As inscrições decorrem até dia 21 de março, sendo que a submissão dos trabalhos é até dia 30 de abril.

 

Navega em boas marés!

 

 

A DECO, com o apoio do Google Portugal, promove a atividade NET Viva e Segura (2ª Edição), uma iniciativa nacional que convida a comunidade educativa a produzir vídeos que demonstrem a importância de participar nas redes sociais em segurança e com respeito pela privacidade, em três categorias: partilha com cuidado, ligações seguras e a cortesia não é uma fantasia.

 

  • Partilha com cuidado

Realização de vídeos de sensibilização sobre a privacidade e a partilha nas redes sociais. Poderão abordar a importância da privacidade, os cuidados a ter com a informação que partilham, a existência de perfis falsos ou a importância de proteger os dispositivos e os seus dados. Os jovens poderão recorrer aos separadores Partilha e Privacidade no site  www.deco.proteste.pt/netvivaesegura

 

  • Ligações seguras

Realização de vídeos de sensibilização para uma utilização mais segura da Internet: como proteger as contas, o router, saber escolher a melhor palavra-passe e alterá-la em caso de roubo e os cuidados a ter com as fraudes. Os jovens poderão recorrer aos separadores Ligação Segura e Fraude no site  www.deco.proteste.pt/netvivaesegura.

 

  • A cortesia não é uma fantasia

Realização de vídeos de sensibilização sobre a importância da cortesia na internet, e do impacto que têm as interações digitais no outro, podendo abordar temas como o cyberbullying. Nesta categoria incluem-se também os conselhos sobre quando e como pedir ajuda. Os jovens poderão recorrer aos separadores Cortesia e Ajuda no site  www.deco.proteste.pt/netvivaesegura.

 

Seguir o projeto no Facebook 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

concurso.PNG

O Concurso de Leitura Expressiva “Leituras na Planície” tem como objetivos a promoção da leitura e o desenvolvimento da expressão e compreensão escrita/oral e integra o Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Évora (RBEV). A participação no concurso está aberta a todos os alunos da cidade de Évora e organiza-se em doze escalões, atendendo ao ano de escolaridade.

 

Em cada escalão, os alunos deverão ler um texto narrativo ou um texto poético, de acordo com o respetivo ano de escolaridade.

Na 1.ª eliminatória, a escolha do excerto fica ao critério do professor titular de turma, no caso do 1.º ciclo, ou do professor de Português, nos restantes ciclos de ensino.

Na 2.ª eliminatória e na final, a escolha do excerto fica ao critério do professor bibliotecário que, contudo, divulgará aos alunos a obra à qual o excerto pertence.    

Em cada uma destas eliminatórias, o aluno faz uma leitura silenciosa do excerto, após a qual apresentará a leitura ao júri.  

 

O concurso decorrerá em três eliminatórias: a primeira em sala de aula; a segunda, na biblioteca escolar e a final, no Auditório da Fundação Eugénio de Almeida de Évora.

 

Esta é a oitava edição do Concurso, sendo uma iniciativa organizada pelo Agrupamento de escolas Manuel Ferreira Patrício e pelo Agrupamento de escolas André de Gouveia de Évora.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

miudos.png

A campanha eleitoral para eleger os "Livros mais fixes" tem o seu início a 28 de janeiro e termina a 13 de março de 2019.

 

Em cada escola, os alunos que queiram fazer campanha por um livro inscrevem-se junto do professor bibliotecário ou do professor responsável pela iniciativa.

 

A organização das inscrições, as ações e o calendário da campanha eleitoral serão da responsabilidade da biblioteca escolar ou do professor responsável.

 

Durante a campanha eleitoral, os alunos defenderão publicamente o livro de que mais gostam. Poderão fazê-lo dentro da sala de aula (equivalente a uma sessão de esclarecimento), na biblioteca escolar ou na sala de alunos (equivalente a um comício), nas redes sociais e meios digitais da escola (equivalente a tempo de antena) ou através de cartazes afixados na sala de aula, na biblioteca ou noutro local público da escola. Poderão também organizar debates entre vários candidatos e desenvolver outro tipo de material de propaganda, como autocolantes, pins, folhetos, etc., ou organizar debates entre representantes de várias escolas.

 

A VISÃO Júnior e a VISÃO farão a cobertura da campanha eleitoral e darão espaço aos candidatos, tanto nas suas edições impressas como nos seus sítios na internet e nas redes sociais.

 

A RBE difundirá a cobertura da campanha através das suas redes sociais.

 

Os alunos terão também a possibilidade de criar tempos de antena de rádio, que serão transmitidos pela Rádio Miúdos, em março, e pelas rádios locais com quem as escolas estabeleçam parceria.

 

O dia de reflexão será 14 de março de 2019.

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

media.png

A equipa do Concurso Media@ção criou um conjunto de pequenos vídeos para apoiar alunos e professores na área da produção de vídeo e, em especial, aqueles que vão candidatar-se ao concurso. Cada um daqueles centra-se sobre uma das etapas: desde a criação da história e do guião, aos aspetos mais técnicos como a luz, o som, os planos ou a edição. Estão disponíveis aqui>>

 

Esperamos que sejam úteis a todos os que se interessam pelo vídeo e que consigam entusiasmar novos alunos e docentes a participar no concurso Media@ção, este ano sobre o tema Media, democracia e tolerância

 

Atenção ao prazo final de entrega dos trabalhos: 15 de março

 

Encontra todas as informações sobre o concurso aqui>>.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

As inscrições já estão abertas! Participa!

 

A tua escola precisa de um jornal digital? 

O Clube de Robótica quer mostrar os seus trabalhos?
A tua associação de estudantes quer chegar a todos? Precisas de mais voluntários para a ação social em que participas? Queres dar a conhecer os resultados desportivos da tua equipa?

 

O Sitestar.pt convida os alunos e as escolas a desenvolverem sites no domínio .pt

 

Esta iniciativa é para jovens criadores divulgarem os conteúdos, ideias, atividades e projetos mais relevantes utilizando a Internet de forma criativa, inovadora e segura. Tens aqui a oportunidade. Apresenta a tua ideia e recebe um Voucher durante 12 meses para construíres o teu site sob o domínio .PT

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

concurso.jpg

A Biblioteca da Escola Conde Vilalva está a promover um concurso de escrita, destinado aos alunos de segundo e terceiro ciclos do Agrupamento, em articulação com o Clube de Gravura e a disciplina de Português. O tema do concurso é o “Fantástico”. Os objetivos são os seguintes: fomentar hábitos de leitura e de escrita na comunidade escolar; desenvolver a capacidade de expressão e comunicação escritas e estimular a escrita criativa e a expressão plástica.

 

Fases do Concurso:

1. Leitura de dois contos selecionados pela professora bibliotecária em articulação com a professora do clube de gravura.

2. Ilustração das histórias com gravuras.

3. Exposição de gravuras na biblioteca.

4. Visita à exposição com os professores de Português.

5. Redação de textos coletivos sob a orientação do professor de Português, em sala de aula.

6- Atribuição de um prémio ao melhor texto de cada ano de escolaridade.

7. Edição de um livro com os textos e gravuras.

8. Lançamento do livro, no terceiro período.

 

Com este concurso, valoriza-se a leitura, mas também a escrita e a ilustração.

Tal como Sérgio Niza defende, consideramos que a escrita mantém uma forte ligação com a leitura e que uma das melhores maneiras de fazer dos alunos leitores é fazer deles escritores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

conta_hist.jpg

Ver na fonte |


À semelhança das edições anteriores, esta iniciativa pretende fomentar a criação de projetos desenvolvidos pelos estabelecimentos de Educação Pré-Escolar e 1.º CEB que incentivem a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), nomeadamente tecnologias de gravação digital de áudio e vídeo. Pretende-se também contribuir para a definição de ações estratégicas de ensino, promotoras de situações de aprendizagem significativa.

 

A introdução do Inglês no currículo do 1.º CEB, nos 3.º e 4.º anos, justificou, em 2016/ 2017, a criação da categoria de língua inglesa “Once Upon a Time...”, alargando assim o âmbito deste concurso.

 

As histórias a admitir a concurso, em língua portuguesa e em língua inglesa (3.º e 4.º anos), podem ser originais ou consistir em recontos com base em fábulas, parábolas, contos, mitos ou lendas e outros textos já existentes, podendo ser humorísticas, educativas, tradicionais, etc.

 

Nesta 10.ª edição, podem ainda ser abordados os domínios contemplados na Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, nomeadamente o da Educação Ambiental e o do Risco, através da exploração de temas como, por exemplo, proteção da floresta, entre outros.

 

Em todos os casos, deve existir um narrador e diferentes personagens, sendo obrigatória a existência de diálogos.

 

A dinamização deste concurso é assegurada pelo Ministério da Educação (ME), através da Direção-Geral da Educação(DGE), do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) e do Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027), em parceria com a Microsoft , a Associação Portuguesa de Professores de Inglês (APPI) e com a Rádio ZigZag.

 

A candidatura é feita online, até ao dia 31 de janeiro de 2019, através do preenchimento de um formulário.

 

A entrega dos trabalhos decorrerá de 16 de janeiro a 29 de  março de 2019.

 

Para mais esclarecimentos, consulte o site de apoio ou contacte através do endereço de correio eletrónico: podcast@dge.mec.pt

 

• Formulário de inscrição
• Regulamento
• Materiais de apoio
• Perguntas Frequentes
• Site de apoio

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

concurso.PNG

Regulamento |

No âmbito das comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos, a RBE, na qualidade de membro do grupo interministerial organizador das Comemorações, vem incentivar os responsáveis pelas bibliotecas escolares a participem no concurso “Banda Desenhada dos Direitos Humanos”, promovido pela Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, IP – ANQEP, IP e, cujos termos passamos a citar, conforme convite dirigido às escolas:

 

Através desta iniciativa, desafiam-se os jovens que frequentam cursos do nível secundário de educação a elaborarem uma banda desenhada sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos, constituída por 30 tarjas (uma por direito), nos termos definidos pelo Regulamento deste concurso.

 

As escolas deverão inscrever-se, manifestando interesse em participar neste concurso, através de e-mail, enviado para o endereço redessociais@anqep.gov.pt, até ao próximo dia 20 de novembro.

 

O envio dos trabalhos terá de acontecer até 31 de dezembro de 2018, conforme estipulado no regulamento do concurso .                 

 

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. (...).

Declaração Universal dos Direitos do Homem, Artigo 1.º

 

A proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Convenção Europeia dos Direitos Humanos, ocorrida há 70 anos atrás, marca um passo decisivo na evolução da humanidade.

 

Sobre o tema apresentamos Dreams of Freedoom da Amnesty International UK, cujas ilustrações são, entre outros, de Chris Riddell e Oliver Jeffers.

Riddell é cartonista político do jornal Observer, embaixador da Amnistia Internacional e autor de livros como, Meu pequeno livro de grandes liberdades: o ato de direitos humanos em imagens, Nascemos todos livres e Aqui estou eu; Jeffers é  ativista contra a xenofobia, o aquecimento global e o uso de armas nos EUA, país onde vive, trabalha para o International Rescue Committee e, em 2017, ao descobrir a paternidade, publicou Aqui Estamos Nós - Notas para Viver no Planeta Terra, livro do ano da revista Time (categoria infanto-juvenil).

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor