Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]














Fonte: A sci-fi giant who wrote the future




Ray Bradbury, um dos grandes mestres da literatura de ficção científica,  morreu na semana passada, com 91 anos. Foi o autor do conhecido livro Fahrenheit 451, escrito na década de 50 do século passado, durante a Guerra Fria e o período que ficou conhecido, nos EUA, por "caça às bruxas", caracterizado por uma intensa vigilância e perseguição política e anti-comunista que espalhou o desrespeito pelos direitos civis, o medo e a violência. O livro apresenta-nos uma sociedade em que qualquer opinião individual, livre, qualquer ideia dissidente das oficiais,  eram proibidas e onde uma das principais tarefas dos bombeiros consistia em queimar os livros que podiam alimentar o pensamento crítico. O 451 inserido no título da obra representa, precisamente, a temperatura de combustão do papel em graus fahrenheit. Em 1966, o realizador francês François Truffaut fez a adaptação cinematográfica do romance.


Bradbury era um apaixonado por livros, cinema e bibliotecas e dizia que aprendeu a escrever com Shakespeare e Júlio Verne. A entrevista que concedeu ao diário El País, em 2009, pode ser lida aqui >>

Etiquetas:


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor