Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




fake.png

Julio Alonso-Arévalo; Sonia Martín Castilla. " O papel das bibliotecas em um mundo de notícias falsas " Desiderata, vol. 11, n. 1 (2019). p. 50-59

 

Ler artigo  |

 

O conceito de "notícias falsas" tornou-se uma questão importante durante as eleições nos EUA. em 2016, quando notícias com pouca ou nenhuma base se espalharam rapidamente nos media sociais, causando alguma preocupação sobre a sua possível influência no processo democrático. Mas a existência de "notícias falsas" não é algo novo. As "guerras de desinformação" já existiam na Roma antiga. 

 

O grande problema do século XXI é que o ecossistema de informações mudou profundamente como resultado das possibilidades oferecidas pela tecnologia da informação, de modo que hoje é difícil até mesmo para um especialista discernir que informação é verdadeira e a que não é. Como afirma Julie Posetti e Alice Matthews "poderosas novas tecnologias simplificam a manipulação e a fabricação de conteúdo e redes sociais ampliam dramaticamente falsidades vendendo governos não democráticos, políticos populistas e entidades empresariais desonestas" (Posetti & Matthews, 2018).

 

*traduzido da fonte com supressões.

 

Referência: Arévalo, J. (2019). El papel de las bibliotecas en un mundo de noticias falsasUniverso Abierto. Retrieved 6 April 2019, from https://universoabierto.org/2019/04/05/el-papel-de-las-bibliotecas-en-un-mundo-de-noticias-falsas/

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor