Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mesa Redonda

22.06.09









A importância de uma profissão: professor bibliotecário


Com a publicação da portaria que estabelece a função de professor bibliotecário nas escolas portuguesas, um importante e definitivo passo é dado para a consolidação da rede de bibliotecas escolares. Na verdade, é a partir do momento em que a biblioteca escolar vê assegurada a existência de recursos humanos estáveis, especializados na gestão e difusão da informação, que ela pode assumir integralmente o papel de motor da aprendizagem autónoma e da construção de conhecimento que lhe cabe no seio da escola.
Esta excelente notícia traz consigo, também, tremendas responsabilidades, quer para as bibliotecas, quer para as próprias escolas e os seus orgãos de gestão, que a partir de agora integram, não apenas um equipamento de qualidade, mas um equipamento gerido por recursos humanos especializados, capazes de impulsionar as dinâmicas de promoção da leitura, das literacias e dos recursos de aprendizagem exigidas no âmbito de uma nova escola.
Genericamente, o professor bibliotecário tem sido definido como um especialista em recursos de informação, com habilitações nas áreas da Educação e da Ciência da Informação, e responsável, perante a Escola, por: (1) dinamizar e participar no ensino da literacia da informação no contexto do projecto educativo e dos curricula, (2) gerir os recursos de informação e os serviços necessários ao bom sucesso do processo do ensino e da aprendizagem e (3) criar e desenvolver projectos de promoção de percursos de leitura sustentados, nos vários níveis de complexidade que esta implica.
Neste sentido, o envolvimento do professor bibliotecário com os programas e o curriculum da escola, incluindo as próprias actividades lectivas, torna-se uma parte fundamental da sua actividade profissional, implicando um trabalho colaborativo que envolve órgãos directivos e docentes, na tarefa nunca acabada de assegurar que os alunos se tornam utilizadores competentes e autónomos dos recursos de informação, capazes de produzir novo conhecimento e viver dignamente no mundo saturado de informação e tecnologia que os rodeia.
O papel do professor bibliotecário é indiscutivelmente determinante para a concretização das missões da biblioteca escolar, e muito vai depender da qualidade do seu exercício profissional, da amplitude dos seus conhecimentos e da flexibilidade e espírito de cooperação das suas práticas, tanto como da capacidade que a Escola no seu todo, incluindo a direcção e os professores, vão ter de integrar novas dinâmicas nas actividades lectivas. Num tempo caracterizado pela mudança e pela incerteza, o debate sobre a profundidade, a dimensão e as exigências das funções de professor bibliotecário não começa nem termina agora. Mas aqui tem, neste importante momento de fundação, um lugar de questionamento, projecto, sonho e acção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:


1 comentário

Sem imagem de perfil

De MJV a 22.06.2009 às 23:42

Vamos lá praticar a portaria! Viva! Viva! Viva!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor