Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




machado de assis.png

Machado de Assis nasceu pobre e mestiço no Brasil esclavagista do século XIX. A seu favor tinha o espírito dos resilientes e uma inteligência invulgar. Antes de completar 50 anos, foi considerado pelos seus contemporâneos "o primeiro de todos" os escritores brasileiros.

 

Naqueles anos do século XIX, pouco havia a esperar do mestiço carioca que apenas frequentara a escola primária e passara os dias da infância e da adolescência a trabalhar. Família humilde, pai pintor de paredes e mãe lavadeira que imigrara dos Açores, Joaquim Maria arranjaria futuro numa profissão que garantisse a sobrevivência. Mas, porque o rapaz tinha um brilho especial, a história escrever-se ia com outras palavras.

 

Autodidata, Machado de Assis fez parte da sua formação na Biblioteca do Gabinete Português de Leitura. Conheceu os grandes clássicos e a sua linguagem irá revelar as influências que recebeu de Almeida Garrett, por exemplo, como salienta aqui Alfredo Bosi, da Academia Brasileira de Letras, que nesta peça destaca também algumas características do estilo original, subtil e conciso do autor de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”.

 

Referência: A ligação de Machado de Assis à literatura portuguesa. (2019). A ligação de Machado de Assis à literatura portuguesa. Retrieved 10 February 2019, from http://ensina.rtp.pt/artigo/a-ligacao-de-machado-de-assis-a-literatura-portuguesa/

 

Conteúdo relacionado:

 

e-Books

Etiquetas:


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor