Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]













A 7ª edição dos Dias da Música no Centro Cultural de Belém teve ontem, 6ª feira, o concerto de abertura e estende-se por todo o fim de semana. No total teremos 60 concertos dedicados a perseguir o "impulso romântico", desde o seu momento de afirmação, no séc. XIX, até aos nossos dias.

Na viragem para o século XIX, emerge uma nova sensibilidade, que vai marcar decisivamente os cem anos seguintes. A exaltação do indivíduo e da subjectividade, a redescoberta da cultura medieval por contraposição aos mitos greco-romanos que tinham modelado a cultura renascentista, a libertação dos sentimentos e a apologia das paixões por contraposição à ditadura da razão, são o terreno explorado pelos românticos. A ironia e a melancolia são figuras deste estado de dúvida e de anseio, de crítica distanciada da sociedade e de sonho de qualquer coisa de novo. (...) O “impulso romântico” é, em primeiro lugar, esse ímpeto em direcção a uma cultura da libertação, que politicamente encontrara a sua justificação na Revolução Francesa de 1789. Mas, com o tempo, e muito por força do impacte do romantismo sobre a cultura oitocentista, a expressão ganhou um outro sentido, que se prolonga até aos dias de hoje, restringindo-se cada vez mais ao plano afectivo: é romântico o enamorado, o apaixonado, o sonhador, o utopista.

Ler mais >>

Etiquetas:


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogue RBE em revista

Clique aqui para subscrever


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor