Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blogue RBE

Ter | 20.09.22

Dia Europeu das Línguas

2022-09-20.png

Leitura 4 min |

Por toda a Europa, 700 milhões de Europeus dos 46 estados-membros do Conselho da Europa são encorajados a aprender mais línguas, em qualquer idade, dentro e fora da escola. O Conselho da Europa promove o plurilinguismo em todo o continente, com base na convicção de que a diversidade linguística é uma via para alcançar uma maior compreensão intercultural e um elemento-chave da riqueza do património cultural da Europa.

Conforme iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, o Dia Europeu das Línguas tem sido celebrado todos os anos desde 2001 no dia 26 de setembro e é uma forma de sensibilizar o público em geral para a importância da aprendizagem de línguas e da proteção do património linguístico.

Este Dia é parte integrante do Programa de Políticas Linguísticas, embora a maior parte do programa seja normalmente dirigida a autoridades nacionais de educação e profissionais neste domínio. A ideia de organizar uma campanha para convencer o público em geral da importância de aprender mais línguas nasceu na conferência de 1997 sobre Aprendizagem de línguas para uma nova Europa, que, entre outras coisas, lançou o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR) e o conceito de plurilinguismo.

O primeiro Dia Europeu das Línguas teve lugar a 26 de setembro de 2001 e foi um evento emblemático da campanha do Ano Europeu das Línguas 2001 organizada em conjunto com a União Europeia. Milhões de pessoas em 45 estados-membros participaram. Foi um sucesso tão grande que para satisfazer as expectativas de muitos parceiros, o Comité de Ministros do Conselho da Europa decidiu, em finais de 2001, fazer deste dia um evento anual a celebrar a 26 de setembro.

Todos merecem a oportunidade de beneficiarem das vantagens culturais e económicas que as competências linguísticas podem trazer. Aprender línguas também ajuda a desenvolver a tolerância e a compreensão entre pessoas de diferentes origens linguísticas e culturais(…)

Declaração do Secretário-Geral do Conselho da Europa e do Comissário Europeu para a Educação e Cultura numa declaração conjunta no lançamento do Ano Europeu das Línguas.

Os objetivos do Dia Europeu das Línguas continuam a ser semelhantes aos da campanha de 2001:

  • Celebrar a diversidade linguística na Europa, o plurilinguismo dos seus cidadãos e a aprendizagem de línguas ao longo da vida;
  • Melhorar o conhecimento do património linguístico da Europa e promover a sua rica diversidade, incentivando a abertura a diferentes línguas e culturas;
  • Motivar os cidadãos europeus a desenvolver o plurilinguismo (a capacidade de usar diferentes línguas, independentemente do padrão) para atingir um grau de proficiência em várias línguas, incluindo as menos utilizadas ou ensinadas;
  • Incentivar e apoiar a aprendizagem de línguas ao longo da vida para o desenvolvimento pessoal.

Coordenado no Conselho da Europa pelo Language Policy Programme e pelo European Centre for Modern Languages (ECML), o Dia Europeu das Línguas tem tido um impacto crescente ao longo dos anos, particularmente nas escolas.

O Centro Europeu para as Línguas Modernas criou o sítio Dia Europeu das Línguas, com múltiplos recursos (atividades, jogos, base de dados de eventos, etc.) disponíveis em 37 línguas, que poderão inspirar quem, em contexto educativo, pretende abordar a temática.

O principal evento deste ano, Dia Europeu das Línguas 2022: Competências linguísticas ao serviço da juventude, foi organizado pela Comissão Europeia para celebrar também o Ano Europeu da Juventude 2022 e terá a juventude no seu centro.

Este evento conduzirá a uma viagem da Suécia a Portugal e da Estónia à Espanha para discutir escolas com consciência linguística e o modo como as salas de aula multilingues e as atividades comunitárias promovem a inclusão.

Haverá igualmente ligação a alguns dos eventos do Dia Europeu das Línguas que acontecem nos Estados Membros da União Europeia (UE) e em que os jovens terão oportunidade para partilharem o modo como se sentem em relação às línguas e como elas influenciam as suas vidas.

Tendo em conta o grande número de crianças deslocadas ucranianas , o evento permitirá discussões sobre o apoio à inclusão de refugiados ucranianos nos sistemas educativos nacionais da UE, com especial enfoque na integração através da aprendizagem de línguas.  

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.