Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]
















Uma nova sondagem Eurobarómetro revela que os utilizadores da Internet estão muito preocupados com a cibersegurança: 89 % evitam divulgar dados de caráter pessoal em linha e 74 % concordam que o risco de ser vítima de um ato de cibercriminalidade aumentou no ano passado.
12 % dos utilizadores da Internet na União Europeia já foram vítimas de fraudes em linha e 8 % foram vítimas de usurpação de identidade. Não obstante, 53 % não alteraram nenhuma das suas palavras-passe no ano passado.
Existe um número cada vez maior de pessoas a explorar as potencialidades da Internet e a beneficiar da economia digital, não sendo, pois, de estranhar que a segurança dos dados pessoais e dos pagamentos em linha seja uma das suas principais preocupações. O que já é mais surpreendente é que apenas metade dos europeus tome medidas efetivas para se proteger da cibercriminalidade», disse Cecilia Malmström, a Comissária da UE para os Assuntos Internos.
A sondagem, na qual participaram cerca de 27 000 pessoas de todos os Estados-Membros da UE, revela que existe uma ligação estreita entre estar informado sobre os riscos da cibercriminalidade e sentir-se seguro em linha. A maioria dos utilizadores que não receia efetuar operações bancárias ou compras em linha considera-se também informada sobre a cibercriminalidade.


Ler mais >>


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor