Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



maratona.png

Saber mais |

Face ao crescimento de discursos de ódio e que incentivam à divisão, é urgente que sejamos cada vez mais pessoas a agir contra as injustiças e a manifestar o nosso apoio a todas as pessoas que se encontram em perigo por fazerem o que está certo. Atualmente, o espaço de ação da sociedade civil é cada vez mais reduzido. Consequentemente, os riscos de agir pelos direitos humanos são particularmente evidenciados por um grupo muito especial: as mulheres.

 

As defensoras de direitos humanos em todo o mundo atuam em difíceis condições e enfrentam níveis de ameaças e violência sem precedentes. Estas são alvo frequente de campanhas de discriminação, incluindo violência sexual, ameaças, assédio e difamação, apenas pelo seu género. São intimidadas, detidas e muitas vezes assassinadas, sobretudo quando desafiam estereótipos, estruturas de poder e lucro, normas religiosas e valores conservadores ou a sociedade patriarcal. Um pouco por todo o mundo, as mulheres estão a liderar a resistência. São as líderes que precisamos para um mundo que avança a passos largos para o extremismo.

 

É a elas que se dedica esta edição da Maratona de Cartas. Deixemo-nos inspirar pela sua coragem e responderemos ao ódio com amor e resistência!

 

Conheça os 5 casos selecionados, solicite todo o material que pretende para a divulgação e recolha de assinaturas e encontre o kit de apresentação do projeto em www.amnistia.pt/euassino.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

ebook.PNG

Download | Veja também: Anexo I [XLS] 

Linhas orientadoras para a formalização de uma política de constituição e desenvolvimento da coleção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

madeira.PNG

e-Books - Leitura inclusiva |

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

concurso.PNG

Regulamento |

No âmbito das comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos, a RBE, na qualidade de membro do grupo interministerial organizador das Comemorações, vem incentivar os responsáveis pelas bibliotecas escolares a participem no concurso “Banda Desenhada dos Direitos Humanos”, promovido pela Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, IP – ANQEP, IP e, cujos termos passamos a citar, conforme convite dirigido às escolas:

 

Através desta iniciativa, desafiam-se os jovens que frequentam cursos do nível secundário de educação a elaborarem uma banda desenhada sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos, constituída por 30 tarjas (uma por direito), nos termos definidos pelo Regulamento deste concurso.

 

As escolas deverão inscrever-se, manifestando interesse em participar neste concurso, através de e-mail, enviado para o endereço redessociais@anqep.gov.pt, até ao próximo dia 20 de novembro.

 

O envio dos trabalhos terá de acontecer até 31 de dezembro de 2018, conforme estipulado no regulamento do concurso .                 

 

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. (...).

Declaração Universal dos Direitos do Homem, Artigo 1.º

 

A proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Convenção Europeia dos Direitos Humanos, ocorrida há 70 anos atrás, marca um passo decisivo na evolução da humanidade.

 

Sobre o tema apresentamos Dreams of Freedoom da Amnesty International UK, cujas ilustrações são, entre outros, de Chris Riddell e Oliver Jeffers.

Riddell é cartonista político do jornal Observer, embaixador da Amnistia Internacional e autor de livros como, Meu pequeno livro de grandes liberdades: o ato de direitos humanos em imagens, Nascemos todos livres e Aqui estou eu; Jeffers é  ativista contra a xenofobia, o aquecimento global e o uso de armas nos EUA, país onde vive, trabalha para o International Rescue Committee e, em 2017, ao descobrir a paternidade, publicou Aqui Estamos Nós - Notas para Viver no Planeta Terra, livro do ano da revista Time (categoria infanto-juvenil).

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

filosofia.PNG

Regulamento | Recursos | Plano de aula

 

O Plano de Aula

Pensamento crítico no mundo da hiperinformação

 

Partindo das competências do “Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória”, a Associação de Professores de Filosofia disponibiliza um plano de aula, que possibilita uma atividade da articulação curricular da Biblioteca Escolar com a área de Cidadania e Desenvolvimento, no âmbito da Educação para os Media.

 

O Concurso

Nos últimos anos, o desenvolvimento da tecnologia informática e da linguagem computacional tem sido vertiginoso. A realidade aumentada, as cidades inteligentes, as impressoras 3D e, de um modo geral, os algoritmos e a inteligência artificial começam a transformar o mundo em que vivemos. Que efeitos tem tudo isso nas nossas representações e crenças? Na relação com o Outro? No modo como lidamos com a Natureza? Nos caminhos que procuramos para a felicidade?

 

Há um lado inquietante nesta vertigem tecnológica que não podemos abdicar de pensar e de discutir. Ainda que vários especialistas, filósofos e homens de ciência, se dediquem a esse estudo, as questões não deixam de afetar a vida de cada um de nós.

 

Por isso, neste Dia Mundial da Filosofia, convidamos os estudantes do ensino secundário a produzir uma reflexão sobre um tema atual e pertinente que os inquiete, participando na 5.ª edição do Concurso Ensaio Filosófico, uma iniciativa da Associação de Professores de Filosofia (ApF) em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares.


 

Esta publicação contou com a participação da Coordenadora Interconcelhia: Isabel Nina

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

José Antonio Luengo, psicólogo e professor

 

Ver a versão completa.

 

José Antonio Luengo é psicólogo especializado em violência escolar e cyberbullying.

 

Neste vídeo, explica algumas das chaves para combater o assédio e novas formas de violência através das novas tecnologias. Ele assegura que é um fenómeno cruel que prejudica a integridade das pessoas, e que pode ser resolvido através do envolvimento e participação de todos: "Se vozes se levantarem para defender os vulneráveis, os violentos serão encurralados".

 

José Antonio Luengo é formado em Psicologia e Especialista em Intervenção em centros educativos. Durante doze anos, desenvolveu a sua atividade profissional no Children's Advocate. Atualmente, faz parte da equipa para a prevenção do bullying na Comunidade de Madrid.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ami.png

Fonte | Regulamento | Ficha de candidatura | Cartaz |

Com o intuito de alterar realidades sociais e, simultaneamente, formar os jovens, no sentido de os alertar para a possibilidade que cada um tem de melhorar a comunidade que os rodeia, o prémio “Linka-te aos Outros” tem como grupo-alvo todos os jovens a frequentar a escola entre o 7º e o 12º ano e consiste na apresentação de propostas para resolução, através de atividades de voluntariado, de problemas locais que os próprios detetem.

 

O “Linka-te aos Outros” assenta toda a sua essência nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas, são objetivos que, embora pareçam vagos e difíceis de alcançar, dependem do envolvimento de todos os governos e cidadãos.

 

Com pequenos gestos, na escola, na rua, em casa, junto da família, colegas ou amigos, é fácil cada um de nós à sua medida fazer parte da construção de um mundo mais humano.

 

O “Linka-te aos Outros” é um projeto que vem ajudar os jovens a concretizar estes objetivos.

A AMI selecionará os projetos mais consistentes (no máximo 5) e financiará 90% dos mesmos, até um total de €2000.

 

O Linka-te aos Outros vai mais além:

  • É um estímulo ao rigor, uma vez que a ficha de candidatura constitui uma proposta de projeto rigorosa, com definição de objetivos gerais e específicos, resultados, atividades, orçamento, calendário de execução, critérios de viabilidade e sustentabilidade e impacto;
  • É um estímulo ao envolvimento dos jovens na comunidade, uma vez que 10% do orçamento apresentado terá de ser conseguido pelos próprios jovens, junto de empresas, instituições e/ou comércio local.

 

De 15 de outubro de 2018 a 4 de janeiro de 2019 poderão ser enviados para a Fundação AMI os formulários de candidatura preenchidos e com os devidos anexos, para apreciação do Júri.

Autoria e outros dados (tags, etc)

aviso-abertura-concurso-literario-2017.jpg

Regulamento | Candidatura | Cartaz

Encontra-se aberta a VII edição do Concurso Literário “A Ética na Vida e no Desporto”, destinado a estudantes do ensino secundário.

 

As candidaturas decorrem de 1 de janeiro a 28 de fevereiro de 2019.

 

O Concurso Literário “A Ética na Vida e no Desporto” é promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude - através do Plano Nacional de Ética no Desporto - com o apoio do Jornal Desportivo A Bola, da Direção Geral da Educação/Desporto Escolar, da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, da Fundação do Desporto, da Direção Regional do Desporto dos Açores e da Secretaria Regional da Educação do Governo Regional da Madeira.

 

Referência: Plano Nacional de Ética no Desporto. (2018). Pned.pt. Retrieved 14 November 2018, from http://www.pned.pt/concursos/concursos-promovidos/vii-edi%C3%A7%C3%A3o-concurso-liter%C3%A1rio-a-%C3%A9tica-na-vida-e-no-desporto.aspx

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ken Robinson, educador e escritor.

Ver o programa completo.

 

Em criança, nunca pensou em se dedicar à educação: "As nossas vidas são um processo constante de decisões criativas e improvisação. Então, quando fui para a escola, não tinha ideia do que queria fazer ”. 

 

Hoje, este educador, escritor e comunicador, é uma referência pedagógica mundial. Robinson considera necessária uma profunda transformação do atual sistema educacional e valoriza o papel dos professores como decisivo. Garante que "é difícil exagerar a importância dos professores na sua vida" e acrescenta: "É uma profissão com muitas dimensões, um dos trabalhos mais exigentes que uma pessoa pode ter." 

 

Ao contrário de comentários e a hierarquia dos assuntos, defende a criatividade como uma das habilidades mais importantes que as escolas deveriam incentivar nas crianças "é a essência do que significa ser humano", diz ele. 

 

Ken Robinson é professor emérito da Universidade de Warwick, no Reino Unido, onde ensinou arte há doze anos. Liderou projetos nacionais e internacionais sobre criatividade e cultura na Europa, Ásia e Estados Unidos.

 

A sua famosa conferência "As escolas matam a criatividade?" É a palestra educativa mais popular na internet. As suas contribuições para a educação e as artes renderam-lhe uma infinidade de prémios e reconhecimentos. Entre eles, a nomeação como Cavaleiro do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II. 

 

Sir Ken Robinson é o autor de mais de uma dúzia de livros. O seu sucesso de vendas "El Elemento" é um trabalho traduzido em mais de vinte idiomas nos quais afirma: "É impossível adivinhar como viveremos no futuro. A única coisa que sabemos é que é preciso muita imaginação e criatividade para nos transformar e enfrentar os novos desafios ". 

 

Referência: ¿"Qué hace falta para ser un buen profesor?". (2018). BBVA Aprendemos Juntos. Retrieved 13 November 2018, from https://aprendemosjuntos.elpais.com/especial/que-hace-falta-para-ser-un-buen-profesor-ken-robinson/

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pos-verdade.png

Morales Campos, E. (coord). [e-Book] La posverdad y las noticias falsas: el uso ético de la información. México, IIBI, UNAM, 2018.

 

El reto del Seminario de Información y Sociedad en el año 2017 fue estudiar los alcances y las dimensiones que han alcanzado la posverdad y acciones afines como los rumores, las noticias falsas y los hechos alternativos.

Estos fenómenos representan usos y conductas que se manifiestan en diferentes medios y contextos, los cuales han tenido consecuencias catastróficas tanto en el ámbito académico como en el político, económico y social.

Estos aspectos son los que analizamos y estudiamos de manera especial y muy productiva en el presente libro, que reflexiona sobre valores éticos, convivencia social, educación, investigación, e integridad académica y profesional.

Con estos estudios buscamos crecer y fomentar un camino de valores y de respeto. El Seminario de Información y Sociedad, con sede permanente en el Instituto de Investigaciones Bibliotecológicas y de la Información de la UNAM, inició sus trabajos en 2002 a partir de la preocupación por analizar la interacción de la información con todas las actividades de la sociedad, así como la presencia de la biblioteca como un gran apoyo a diferentes grupos.

En quince años de trabajo, hemos analizados varios aspectos del uso ético de la información y ahora, nuevamente, abordamos otra arista.

 

Download:

 

Referência: Arévalo, J. (2018). La posverdad y las noticias falsas: el uso ético de la informaciónUniverso Abierto. Retrieved 13 November 2018, from https://universoabierto.org/2018/11/09/la-posverdad-y-las-noticias-falsas-el-uso-etico-de-la-informacion/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Twitter_